12 de outubro de 2014

Resenha #8: "Os porquês do coração" - Especial Dia das Crianças – Literatura infantil

Olá, querid@s!!! Um ótimo domingo a todos e um feliz dia das crianças pra nós, porque independente da minha idade eu ainda sou uma criança, hahaha. Bom, eu trago hoje um livro da minha infância que não é um conto de fadas. É um conto diferente, com uma visão mais ampla do mundo, sem muita fantasia! Falo do livro “Os porquês do coração” que tive oportunidade de ler aos meus 8 anos, reli quando mais velha e pude entender algumas coisas que na época eu não entendia. Esse livro foi escrito por Conceil Corrêa da Silva e Nye Ribeiro Silva com ilustrações de Semíramis Paterno. É da Editora do Brasil e faz parte da coleção “Viagens do coração” junto com outros três títulos.




Vamos à sinopse?




A pequena Mabel está tentando entender o mundo e faz perguntas o dia todo sobre todas as coisas que a cercam. Com alegria e curiosidade, esta menina irá descobrir o sentido da amizade, do amor e da perda, além de entender que nem sempre há respostas para todas as perguntas.



Bom, esse livro conta a história de Mabel que vive fazendo perguntas. Provavelmente deve ter acabado de entrar na fase dos “porquês” do mundo infantil... nisso ela coloca seus pais em cada uma enrascada porque nem sempre eles sabem a resposta.

“Um dia você vai acabar descobrindo que nem todas as perguntas têm respostas, explicou o papai com um beijo gostoso de boa noite.”





 No dia de seu aniversário, Mabel ganhou um presente: um novo amigo, um peixinho. Mabel passa agora a direcionar todas as perguntas para seu novo amiguinho chamado Igor.




Ela sempre cuidava muito bem dele e do seu aquário. Até inventou alguns versinhos:
“Será que você me ouve?
Será que você me vê?
Será que o seu coração de peixinho
bate tão forte,
quanto o meu coração
por você?”

E Igor a ensinou uma canção: “Como pode um peixe vivo viver fora da água fria? Como poderei viver sem a tua companhia?”.



Mas um dia Mabel foi à praia e trouxe vários presentinhos para Igor, porém quando chegou ele já não estava mais vivo... Mabel sofreu muito e ela se lembrou da resposta de seu pai de que nem todas as perguntas têm respostas.
Para ver a recuperação de Mabel e o que aconteceu com ela, somente lendo o livro. Minha intenção era trazê-lo completo aqui, mas acho que não seria bom. O livro é muito tocante e o final eu só fui entender depois de mais velha.




Nesta história lidamos com a delicada questão da morte, do luto, da separação e da saudade. O texto apresenta a morte como parte da vida e oferece a possibilidade de lidar com essas questões sem necessariamente enveredar por caminhos religiosos, favorecendo o respeito a diferentes religiões e crenças de cada família.
A dor da criança deve ser levada a sério. Muitas vezes o adulto, diante de uma situação de perda de um parente próximo, ou mesmo de um bichinho de estimação, procura distrair a criança, desviando sua atenção do problema. Ao contrário, sem exageros, com sensibilidade e bom-senso, este é o momento de levá-la a externar sua dor, sua ansiedade, seus sentimentos negativos, oferecendo-lhe apoio. Lidando com esses sentimentos é que a criança terá chance de superar essa passagem de sua vida, descobrindo-se mais forte, adquirindo maior maturidade emocional.





O livro é bem dinâmico, tem vários desenhos, a leitura é curta e gostosa de acompanhar. Para você que tem uma criança em casa e quer ler alguma história, eu sugiro essa e tenho certeza que qualquer adulto também irá amar!!



Espero que tenham gostado do post de hoje, gostaria de saber de vocês qual foi o livro que marcou a infância de vocês, comentem que eu respondo a todos!!

Grande beijo, ótimos rabiscos e boas cenas, caríssim@s!

♥♥♥

18 comentários:

  1. Oi Carolina!
    Adorei seu cantinho, já comecei a seguir!
    Muito bom o post especial Dia das Crianças, e meu livro que marcou minha infância são dois: quando eu era beeeeeeem pequena era "Os Cabelos de Kika" e depois quando eu tinha uns 9 anos foi o primeiro livro grosso que eu li "O Diário da Princesa", cresci lendo a série e sou apaixonada!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Seja muito bem vinda! Adorei os livros! Beijosss

      Excluir
  2. Oi!
    Adorei o especial *o*
    Gente, morri aqui tentando lembrar o nome do livro que marcou minha infância. Li ele repetidas vezes, já sabia até as falas dos personagens aheuahuaheua.
    Eu trazia da biblioteca da escola, uma pena eu ter esquecido o nome =/
    Adorei conhecer o que marcou a sua ^^
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que pena... Mas você pode pesquisar sobre a história usando as falas! Quem sabe não encontra no google? Beijosss

      Excluir
  3. oi ^^
    Feliz dia das crianças o/
    Não conhecia esse livro, mto fofo e tmb mto educativo.
    O livro que marcou minha infância foi lendas gregas, um dos primeiros que ganhei do meu pai <3

    tem postagem nova no blog
    te espero la
    http://dudikobayashi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ganhava muitos livros do meu pai também, mas esse foi especial! Grande beijo, Dudi!

      Excluir
  4. Oiee ^^
    Um livro que eu gostava muito quando criança era O homem que amava caixas...haha' cheguei a decorar o livro *-*
    Não conhecia o livro que você citou *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk, que legal! É divertido lembrarmos de algumas coisas da infância! Beijosss

      Excluir
  5. Livros infantis são tãooo fofos, dá vontade de comprar todos. Um que eu nunca me esqueço é ''Por um triz, a Eliz fica sem nariz." HAHAH
    Te indiquei numa tag em meu blog, espero que goste! Beijosss!
    http://desejos-meus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade!! Ebaaa, vou ver e com certeza vou responder!! Grande beijo *-*

      Excluir
  6. Oi Carol,
    Que gracinha de leitura. É realmente um excelente livro para mostrar as crianças que na vida existem coisas inexplicáveis. A morte é uma delas, adorei a forma sutil que as autoras tentaram trazer isso. Bonito mesmo *-* Eu já li algo parecido, chamado "Por que?" mas nem de longe tinha essa lição de moral tão bonitinha.

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou! Fico muito feliz! Volte sempre!
      Beijosss

      Excluir
  7. Amei o post *-* lembro que quando era pequena achava incrível quem sabia ler super bem, sabe? Hahaha sempre ganhava livros da minha família, estão todos inteirinhos ainda.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! É uma delícia mesmo!! Beijos s2

      Excluir
  8. Olá Carol...
    Adorei conhecer a história de Mabel e de Igor e fiquei triste quando você disse que Igor havia morrido. Só de ler a resenha, meu coração se apertou, imagine quando se acompanha a história bem de pertinho. Adorei a resenha e o livro parece ser muito bom!

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!! Queria trazê-lo todo mas ficaria sem graça...
      Volte sempre! Beijosss

      Excluir
  9. Que post lindo, é engraçado reler uma mesma história depois de algum tempo né, a nossa percepção muda.
    Um livro que marcou minha infância foi "O Príncipe Cinderelo", conta a versão masculina e muito mais engraçada da princesa Cinderela, lembro que eu sabia a história completa de cór hahaha
    beijos

    http://semtempestade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!! Nunca ouvi falar!!! Muito interessante, haha *o*
      Volte sempre! Beijosss

      Excluir

→ Se for seguir o blog, me avise o mais rápido possível pra que eu possa retribuir!
→ Deixe o link do seu blog para que eu possa visitá-lo
→ Volte sempre ♥

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger